Tocantins

Presidente da Câmara de Alvorada pede providências sobre mau cheiro provocado por confinamento de bois

Presidente entregou denúncia no Ministério Público e na prefeitura e espera posicionamento dos órgãos.

  • Publicado em 30/Nov/2018 às 17h53 ( atualizado às 10h17).



Presidente da Câmara de Alvorada Ney China (PSD).

O vereador e presidente da Câmara de Alvorada, Ney China (PSD) recebeu denúncias, em seu gabinete, dando conta do mau cheiro que está sendo sentido na cidade. Ele disse que foi conferir a denúncia e constatou que o mau cheiro está localizado, no antigo secador do Alair, às margens da BR-153, no Setor Alvoradinha e provocado pelo confinamento de gado. 

Embora alcance também outros setores mais distantes, conforme diz ter conhecimento de relato de moradores, o parlamentar quer que o Ministério Público tome alguma providência sobre a criação de bois próximo ao perimetro urbano. 

Nas redes sociais vários moradores do Setor Alvoradinha reclamam do mau cheiro. Alguns comerciantes relataram que estão tendo prejuízos porque o odor desagradável afasta os clientes.

Procurado pela reportagem do portal www.claudemirbrito.com.br, o chefe da vigilância sanitária municipal Disley Rezende, disse que não é competência da prefeitura a fiscalização do confinamento.

O vereador Ney China já havia enviado pedido de providências ao prefeito Paulo Antônio de Lima solicitando providências sobre o confinamento de animais próximo a cidade.