Política

Nome de secretário já é lembrando como "forte opção" para disputar a prefeitura de Alvorada em 2020

Homem forte da gestão Paulinho Lima conseguiu conquistar a simpatia até de membros da oposição.

  • Publicado em 30/Jan/2019 às 20h51 ( atualizado às 09h49).



Secretário de Saúde de Alvorada, Roberto Sampaio, apesar de ser considerado forte liderança em Alvorada, garante que não pretende investir na carreira política.  

Depois de humanizar o atendimento da saúde pública de Alvorada, e conquistar a simpatia da comunidade, o secretário de Saúde Roberto Sampaio teve o nome incluído na lista de líderes com chances reais de disputar e ganhar um cargo público a partir de 2020. O reflexo dessa aceitação foi confirmada nas eleições do ano passado.

Seja no executivo ou legislativo alvoradense, todo o trabalho realizado por Sampaio na saúde chamou a atenção da comunidade, que já manifesta a vontade de tê-lo até no comando da prefeitura em 2020.

Reeleição do atual prefeito

A grande incógnita é saber se o atual prefeito Paulinho Lima conseguirá terminar os próximos meses com aceitação suficiente para sustentar sua candidatura à reeleição, isso porque, o coeso grupo de 2016 está se desmanchando com as inúmeras picuinhas disseminadas nas redes sociais.

Caso não consiga emplacar sua candidatura à reeleição, acredita-se que a base governista não terá outra opção, senão atender à vontade popular, lançando o secretário Roberto Sampaio como candidato a prefeito.

Tudo é especulação de bastidores, pode ocorrer também, um racha no grupo de situação e tanto o prefeito como o secretário percorram caminhos opostos, em grupos diferentes. Algo difícil de acontecer, mas não impossível. Nesse rumo, o atual secretário não terá dificuldades de conseguir apoio, pois, já conseguiu em curto espaço conquistar a simpatia de várias lideranças da oposição. 

Outro fato impeditivo é que Roberto Sampaio já declarou diversas vezes que seu trabalho na saúde é técnico e não almeja alavancar carreira política. Mas vale lembrar que quando o povo quer, ninguém domina.

Considerado o homem forte da atual gestão, o secretário também teria recebido recentemente a função de “apaziguador de rixas" entre o prefeito e os vereadores.