Cidades

Educação leva palestra com o paratleta João Saci para alunos de Gurupi

"Durante todo o mês de agosto, desenvolvemos uma vasta programação visando fazer com que os alunos percebam que precisam ter um projeto de vida e definir metas. O João tem uma história muito bonita que irá contagiar e inspirar nossos jovens", ressalta a titular da Seduc, Adriana Aguiar.

  • Publicado em 27/Ago/2019 às 15h53 ( atualizado às 15h56).

Superação, amor, resiliência e autoaceitação estão entre os principais pontos abordados pelo paratleta João Carlos Costa, o João Saci, em palestra realizada para alunos da rede estadual de ensino, em Gurupi, nesta segunda-feira, 26. A palestra faz parte da programação do mês do estudante, promovida pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc).

"Durante todo o mês de agosto, desenvolvemos uma vasta programação visando fazer com que os alunos percebam que precisam ter um projeto de vida e definir metas. O João tem uma história muito bonita que irá contagiar e inspirar nossos jovens", ressalta a titular da Seduc, Adriana Aguiar.

Durante a palestra com os alunos, que lotaram o auditório do Colégio Adventista de Gurupi, João contou sua história de superação e de força de vontade. Aos 17 anos, ele descobriu que estava com câncer e, por outras quatro vezes, após realizar os tratamentos, a doença voltou a aparecer. Nesse meio tempo, ele teve que amputar uma das pernas, ouvir que não poderia mais competir um esporte, mas nunca desistiu dos seus sonhos.

Em 2002, logo após ter amputado a perna, o atleta goiano foi campeão brasileiro de natação, conseguindo índice paralímpico para os Jogos de Athenas – 2004. Após deixar as piscinas, João Saci começou a se dedicar ao crossfit – modalidade de treinamento que envolve diversas modalidades como levantamento de peso, ginástica e atletismo.

Para se dedicar ao esporte, no entanto, ele precisou de uma prótese especial que adquiriu por meio de uma campanha de financiamento coletivo. Toda essa história, João Saci também compartilhou no livro Nascido para Vencer – Uma vida de Superações, título que também é dado a sua palestra.

"Desde o primeiro momento que descobri a doença, eu tive um propósito, um projeto, que era maior do que ela. Foi isso que fez toda a diferença. Meu propósito era continuar vivo e mesmo quando eu quis desistir, eu tinha pessoas que estavam do meu lado. Entre as várias lições que eu deixo está a importância de se lutar para atravessar um desafio", ressaltou.

Inspiração

Para a estudante Kallytha Wanna Nogueira de França, do 2º ano do Centro de Ensino Médio Bom Jesus, a palestra serviu de inspiração. "Nós temos uma disciplina que se chama Projeto de Vida e aqui podemos identificar como é importante termos um propósito, termos sonhos e de como podemos alcançá-los", apontou.

A diretora Regional de Educação, Cláudia Moreira, destacou a importância de se valorizar os estudantes. "Queremos torná-los conscientes do seu papel como protagonistas da sua história, em seu projeto de vida. Apostamos na capacidade de cada um deles de transformarem suas realidades", apontou.

Programação

Após a palestra, os alunos participaram de apresentação da Orquestra Sanfônica Amor Perfeito, no Centro de Ensino Médio Bom Jesus. Já a palestra com João Saci terá mais duas sessões: nesta terça-feira, 27, em Palmas, no auditório do Colégio Militar - Unidade 2, às 19 horas. Nesta quarta-feira, 28, a palestra ocorrerá no auditório da Faculdade Católica Dom Orione, em Araguaína, a partir das 14 horas. 

Fonte: Secom TO