Tocantins

Governo do Estado monta mais de 130 processos de emissão de carteiras de identidade em Mateiros

O serviço foi lançado em julho deste ano e por ele é possível agendar o atendimento para emissão de identidade e antecedentes criminais.

  • Publicado em 09/Out/2019 às 11h58 ( atualizado às 12h00).

A Secretaria da Segurança Pública do Tocantins (SSP), por meio do Instituto de Identificação da Polícia Científica, está participando, em Mateiros, na região do Jalapão, da 2ª edição do Projeto Juntos pela Cidadania, da Secretaria Estadual da Cidadania e Justiça. Iniciado nessa segunda-feira, 7, o projeto do Governo do Estado visa descentralizar atendimentos e garantir o exercício da cidadania à população tocantinense. Foram montados 132 processos de emissão de 1ª e 2ª vias de Carteiras de Identidade (Registro Geral-RG) .

Os atendimentos ocorrem na sede da Prefeitura Municipal de Mateiros até esta quarta-feira, 9. Além da emissão de RG, o Juntos pela Cidadania oferece à população a emissão e regularização de CPF, revelação de fotos 3X4, testes rápidos de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), palestras sobre cidadania e justiça e direitos humanos, além da oferta de cursos profissionalizantes.

Online

O Instituto de Identificação realiza também as bancas itinerantes para propiciar ao cidadão o acesso ao documento de identidade. Outra forma disponível de acesso aos serviços é agendamento online. O serviço foi lançado em julho deste ano e por ele é possível agendar o atendimento para emissão de identidade e antecedentes criminais.

Além do agendamento, o requerente realiza um pré-cadastro por meio de formulário específico na recém-implantada Plataforma de Atendimentos Periciais e Identificações (Papi) da SSP, em que deverá inserir dados pessoais, filiação e endereço residencial, permitindo a geração do protocolo de agendamento. O preenchimento do cadastro é feito no endereço eletrônico iito.ssp.to.gov.br/agendamento, também disponível no portal da Secretaria da Segurança Pública (ssp.to.gov.br).

Depois de formalizado o pré-agendamento, o requerente deve comparecer ao Instituto de Identificação, em Palmas, no dia e hora marcados, e apresentar o protocolo gerado juntamente com a documentação original comprobatória dos dados inseridos no Papi (Certidão de Nascimento/Casamento, original e cópia, duas fotos 3x4 recentes e CPF). Os dados informados pelo cidadão são então validados e suas impressões digitais e assinatura são colhidas para a finalização do procedimento. Em caso de 2ª via da Carteira de Identidade, é também necessário o comprovante de pagamento (Dare) da taxa de emissão de segunda via, no valor de RS 25,00.

Papi

A proposta de garantir mais agilidade e rapidez no processo de emissão de documentos do órgão alcança, além do RG, os antecedentes criminais e é proporcionada pelo uso da Plataforma de Atendimento de Perícia e Identificação, desenvolvida pelos servidores da Tecnologia da Informação do Instituto de Identificação. Como o Papi, todos os trâmites do procedimento para confecção dos antecedentes podem ser realizados pela internet, ficando apenas a coleta de digitais e confirmação dos dados fornecidos pelo usuário online nos núcleos descentralizados de Araguaína, Araguatins, Colinas do Tocantins, Dianópolis, Guaraí, Gurupi, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional e na sede do Instituto, em Palmas.

A plataforma segue diretrizes previstas no Plano Estadual de Segurança Pública e Defesa Social do Tocantins (Pesse), publicado em 26 de junho de 2019, na perspectiva de modernização da Polícia Civil e de uma gestão baseada em evidências e com foco no resultado. Fonte: Secom