Economia

Monitoramento do Procon aponta que botijão de gás pode ser encontrado por R$70 em Palmas e Gurupi

  • Publicado em 25/Out/2019 às 00h05 ( atualizado às 00h07).

Luciene Lopes/Governo do Tocantins

Monitoramento realizado nesta quinta-feira, 24, pelo Procon apontou que o menor preço botijão de gás, em Palmas, é de R$ 70,00 e o maior R$ 90, ficando o valor médio em torno de R$ 80. Já em Gurupi, o levantamento também realizado nesta quinta-feira apurou que o gás de cozinha custa entre R$ 70, e 78. O órgão orienta que a melhor forma para economizar é sempre pesquisar.

De acordo com o gerente de fiscalização do Procon Tocantins, Magno Silva, o reajuste anunciado pela Petrobrás, no ultimo dia 22, foi de 5% no botijão de 13 KG. Com esse percentual Magno Silva destaca que o preço médio do botijão nas refinarias passará de R$ 24,06 para R$ 25,26, e que o reajuste é de R$ R$ 1.20. “Ao constatar esse percentual e o monitoramento realizado pelo Procon Tocantins, asseguramos que o reajuste foi de apenas R$ 1,20 e não de R$ 5 como foi anunciado pelo Sindicato dos Revendedores e Transportadores de Gás engarrafado do Tocantins (Sirtragás) ”, observou o gerente de fiscalização.

Orientação

O superintendente do Procon Tocantins, Walter Viana, explica que os distribuidores de gás só podem repassar esse reajuste a partir do momento em adquirir o produto com o novo preço. “Todo o estoque antigo deve ser comercializado com o preço antigo, sob pena de o estabelecimento ser autuado por elevar o preço do produto sem justa causa”, reafirmou o gestor do órgão de defesa do consumidor.

Para concluir, o superintendente destacou ainda que o órgão vai continuar o trabalho de monitoramento a fim de coibir qualquer tipo de aumento injustificado nos preços do gás de cozinha bem como de outros produtos.

O monitoramento por meio das equipes de fiscalização do Procon segue nas cidades de Araguaina, Porto Nacional, Dianópolis, Guaraí, Colinas, Tocantinópolis e Araguatins.

Denúncias

O Procon Tocantins conclama a população para que ao perceber qualquer irregularidade nos preços e qualidade dos produtos, faça denúncia por meio do Disque Procon 151, ou por meio do WhatsApp Denúncia no (63) 99216-6840.