Tocantins

Prefeito garante que Talismã tem receita própria acima dos 10%

O prefeito disse que está conversando com empresários interessados em instalar dois grandes postos de combustíveis no município, o que vai aumentar ainda mais a receita local.

  • Publicado em 06/Nov/2019 às 15h48 ( atualizado às 16h42).



Em Palmas, prefeito Diogo Borges garante que município de Talismã não corre risco de ser extinto porque tem arrecadação própria superior a 10%. 

O prefeito Diogo Borges garantiu hoje, 06, que o município de Talismã já se encontra em uma situação confortável quanto a arrecadação municipal e que será possível se adaptar ao novo sistema imposto pelo Governo Federal.

“Foi feito um trabalho de reestruturação das receitas, e por isso não corremos o risco de ter o município de Talismã extinto mesmo não atingindo o índice populacional de 5.000 habitantes", disse o prefeito Diogo Borges ao portal www.claudemirbrito.com.br.

Ainda segundo o prefeito, a PEC anunciada pelo Governo Federal prevê muitas medidas boas para os municípios. Sobre essa parte de extinção de municípios ele considerou um absurdo. “Os municípios que vão se fundir ficarão com área territorial imensa. O acesso da população ao poder público ficará mais complicado. Desde quando assumi já vínhamos com essa preocupação de aumentar nossas receitas. Fizemos um trabalho bem feito, o que resultou no aumento do nosso ICMS em 30%.

Aumentamos receitas normais de 5 a 6 por cento. E hoje quando se coloca o ICMS que com certeza será avaliado como renda local, Talismã chega aos 33% de tudo que arrecada como receita própria. Mas se o Governo Federal achar que o ICMS não será contado, só com rendas locais teremos uma porcentagem de 15%, o que deixa Talismã fora da lista desses municípios que poderão ser extintos por terem arrecadação própria inferior a 10%”, explicou.

O prefeito disse que está conversando com empresários interessados em instalar dois grandes postos de combustíveis no município, o que vai aumentar ainda mais a receita do município.