Tocantins

Ex-prefeito Wached acusa prefeito Paulo Antônio de iniciar briga que acabou com três pessoas hospitalizadas em Alvorada

O senhor prefeito Paulo Antônio foi até meu filho Danillo e falou alguma coisa no ouvido dele, após esse feito ele se afastou, quando imediatamente seus seguidores num ato de extrema covardia (em torno de 20 pessoas) começaram a agredir fisicamente meu filho e o sogro dele.

  • Publicado em 11/Nov/2019 às 14h23 ( atualizado às 14h43).



Ex-prefeito José Wached (foto) divulgou nota no início da tarde de hoje, 11.

O ex-prefeito José Wached divulgou no inicio da tarde de hoje, 11, nota lamentando as agressões que um dos seus filhos, Danilo Wached teria sofrido durante o show da última sexta-feira, na Orla Lagoa da Ema, em Alvorada.

No final de semana, repercutiu nos bastidores a confusão envolvendo políticos que segundo fontes, terminou com três pessoas hospitalizadas. A briga envolvendo cerca de 50 pessoas teria começado por volta das três horas da madrugada, depois de o prefeito Paulo Antônio de Lima Segundo supostamente discutir com Danilo Wached.
Na nota, o ex-prefeito José Wached diz que 20 aliados políticos do prefeito PA participaram da agressão contra seu filho e alega que estão distorcendo os fatos na tentativa de esconder a brutalidade cometida.

O portal tentou entrar em contato com o prefeito PA mas até o fechamento da matéria não tivemos resposta. O espaço continua aberto caso o mesmo queira se manifestar.



Prefeito de Alvorada, Paulo Antonio (foto) teria, segundo o ex-prefeito Wached, falado algo no ouvido do seu filho, antes de suposto espancamento começar. 


Veja a nota do ex-prefeito na íntegra: 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Venho através desta esclarecer alguns fatos sobre o lamentável incidente ocorrido no show de sexta-feira passada, Eu e parte de minha família, estávamos no evento de aniversário de minha querida Alvorada, um evento até bem organizado, e, desde o início tudo muito tranquilo, por voltas 03 horas da madrugada, já estava deixando o evento quando uma senhora chegou até mim e disse para correr onde meu filho Danillo estava que ele foi abordado por alguns apoiadores do prefeito Paulo Antônio e estava agredindo seu filho, voltei imediatamente para o local, mas não encontrei ninguém que participaram do fato, o relato é que eu ao sair do local que estávamos, o senhor prefeito Paulo Antônio foi até meu filho Danillo e falou alguma coisa no ouvido dele, após esse feito ele se afastou, quando imediatamente seus seguidores num ato de extrema covardia (em torno de 20 pessoas) começaram a agredir fisicamente meu filho e o sogro dele, Danillo e seu sogro só estavam se defendendo e protegendo a esposa e a sogra das agressões, se não bastasse ainda tem um pessoal ligado ao prefeito distorcendo os fatos na tentativa de esconder a tamanha brutalidade que eles cometeram, a intolerância e a enorme covardia por parte deles, sei que eles continuaram a perseguir a mim e a minha família e continuaram à distorcer os fatos, talvez até fiquem mais irritados com a verdade, mas diante de tantas injustiças e inverdades me senti na obrigação de esclarecer tais fatos às pessoas de bem deste município e a quem interessar, não me calarei para ninguém quando tentarem agredir fisicamente ou verbalmente a minha família. Deus sabes que esta nota de esclarecimento é a face da verdade do ocorrido e que o maligno sempre age com a mentira para tentar colocar na cabeça das pessoas que estão com a razão, mas, DEUS ÉS DEUS e é à este que eu sigo.

José George wached Neto