Tocantins

"Roberto Sampaio diz que prefeitura não pode ser a única geradora de emprego em Alvorada; "Não suporta"

Pré-candidato a prefeito defendeu a criação de concurso público e implantação de politicas de geração de emprego e renda.

  • Publicado em 23/Mar/2020 às 23h35 ( atualizado às 18h17).


Roberto Sampaio (PSD) disse que recebeu com entusiasmo o resultado da pesquisa Skala. "Estamos crescendo dentro das projeções"

 

Em função da pandemia do coronavírus, partidos e pré-candidatos defendem a necessidade de mudanças no calendário eleitoral, ampliando o prazo para filiações e convenções ou até o adiamento das eleições 2020. Mas a maioria dos pré-candidatos estão otimistas, e esperam que até outubro a situação já esteja controlada em relação às contaminações do novo vírus e as pessoas possam votar.

Em Alvorada, o ex-secretário de Saúde e pré-candidato a prefeito, Roberto Sampaio (PSD) ao mesmo tempo que está preocupado com a pandemia, está otimista que em breve tudo irá se resolver.

O ex-secretário de saúde destacou na entrevista concedida ao portal www.claudemirbrito.com.br, que o município precisa urgentemente de políticas de geração de emprego e renda, e realizar o concurso público para dar estabilidade aos servidores. Comentou também sobre seu trabalho frente à pasta da saúde, e da necessidade das outras áreas da administração também se desenvolverem. “A saúde não pode ser a única marca de uma administração, eu fiz a minha parte, mas precisamos fazer por todas as áreas iguais”, comentou.

Outros assuntos também foram mencionados na entrevista concedida com exclusividade ao portal www.claudemirbrito.com.br.

Claudemir Brito - O seu nome é um dos que estão colocados hoje para uma possível candidatura a prefeito de Alvorada, nas eleições de outubro. Como o senhor avalia essa possibilidade? 

Roberto Sampaio -  A verdade que essa possibilidade é nova até para mim. Sempre que alguém me sondava sobre essa possibilidade de candidatura a qualquer cargo político, eu me afastava, e o assunto estava encerrado ali mesmo. Posso até te dizer que fui deselegante com vários amigos. A verdade é que quando o prefeito de Alvorada solicitou minha transferência da cidade de Alvorada para Palmas, foi que passei a encarar essa possibilidade, me deu um alerta, se estou incomodando, é porque represento alguma coisa nessa cidade, até porque ninguém atira pedra, em árvores que não dão frutos. Sou uma pessoa muito espiritualizada, busquei o direcionamento de Deus. E ele me deu.

Claudemir Brito - O senhor se considera preparado para assumir uma possível candidatura? 

Roberto Sampaio - A primeira vez que disputei alguma coisa foi a Presidência do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Tocantins em 2017, eu só tinha 10 dias como secretário, e o grupo que estava lá tinha 08 (oito) anos na presidência, todos acharam que eu estivesse louco, que eu perderia aquelas eleições por muitos votos. Só eu sabia onde queria chegar, perdi as eleições em 2017 por 06 votos, saí daquele processo como o maior vitorioso, a eleição me projetou para o Estado inteiro, 02 (dois) anos depois, em 2019, fui eleito por unanimidade de votos e me tornei presidente do COSEMS. Fizemos o melhor mandato, elevamos o Tocantins para o Brasil e ainda ocupei cargo na Diretoria do CONASEMS em Brasília. 

Respondendo sua pergunta, eu me sinto preparadíssimo para ser prefeito de Alvorada, e as pessoas sabem que eu sou melhor gestor que o atual, as pessoas confiam que será uma administração moderna, ousada de geração de emprego e renda.

Claudemir Brito - Existem conversas com lideranças do MDB? Ou outros partidos de oposição?

Roberto Sampaio - Sim existem. O MDB me procurou primeiro nesse processo via vereadores, lá atrás. Depois eu mesmo procurei os líderes do MDB, é um partido histórico e que tem seu legado, e política é momento. Nós fizemos pesquisas internas, hoje temos a menor rejeição e ocupamos o segundo lugar nas pesquisas, o MDB também fez pesquisas e confirmou que já ocupamos o segundo lugar e temos chances reais de vencer as eleições em outubro. Temos tudo para caminhar juntos, é um partido importante, nosso vice tem tudo para vir do MDB.

Claudemir Brito – Como você avalia a pesquisa SKALA publicada recentemente?

Roberto Sampaio - Recebi com bastante entusiasmo o resultado. O instituto SKALA do senhor Vivaldo trabalha com Paulo Lima (pai do prefeito) há muitos anos.
Aquela época em março de 2016, Paulo Lima, contratava uma pesquisa SKALA onde o resultado era Wached com 54% da intenção de votos e Paulo Antônio 3%. 
Chegado outubro de 2016, 07 meses depois, Paulo Antônio venceu as eleições com 56,53% e Wached perdeu 46,06%.

A verdade é que nosso crescimento surpreendeu até nosso grupo, em sondagens internas sérias com 412 pessoas entrevistadas, nós obtivemos 18%, e estamos crescendo dentro das projeções, já temos cenários com 22%. O MDB também confirma esse resultado, pois fizeram duas pesquisas. 

Claudemir Brito – Por qual partido você será pré-candidato?

Roberto Sampaio - Seremos candidatos pelo PSD (55) do Senador Irajá, a Senadora Kátia Abreu me fez convite para ir pelo PP, mas entendo que o PSD por vim de 03 eleições é o melhor partido no momento em Alvorada e a Senadora entendeu essa linha de raciocínio.

Claudemir Brito - Qual o principal problema do município hoje?

Roberto Sampaio - Geração de emprego e renda. Para se ter uma ideia o atual prefeito nunca fomentou a busca de nenhuma empresa que gerasse mais de 100 empregos para o município Alvorada, foi prometido em campanha. As pessoas passaram 03 (três) anos caminhando para a prefeitura tentando um contrato de emprego e não eram nem atendidas na sua maioria pelo prefeito. Agora depois dos 500 contratos autorizados pela câmara, o prefeito contratou algumas pessoas, mas os mesmos sabem que não terão seus contratos renovados em uma possível reeleição do prefeito. A prefeitura não pode ser a única geradora de emprego no município. Não suporta
 


"Vamos colocar a Secretaria de Indústria e Comércio do município para atrair empresas com isenção de impostos por 10 ou 20 anos, fomentar que elas se instalem aqui, essa pasta é somente figurativa hoje no município."

 

Claudemir Brito - Quais áreas da Administração o senhor vê como prioridade na gestão pública? Por quê?

Roberto Sampaio - A educação precisa ser a prioridade da administração, precisamos de escolas modernas, sofisticadas e aliadas a um plano pedagógico ao estilo militar, as crianças não sabem tabuada, não tem noções de conhecimentos gerais. Etc. Alvorada não tem um CMEI, Centro Municipal de Educação Infantil nas especificações do ministério da Educação, o Jaú nosso vizinho tem. Precisamos implementar o PCCS (Programa de cargos carreiras e salários), os professores não precisam mendigar sobra de FUNDEB no final do ano, o que eles precisam é de um aumento salarial bom para serem incorporados aos seus salários quando aposentarem. A secretária de Educação cobra isso há muito tempo, é uma pessoa visionária.

Depois da educação a geração de emprego e renda, infraestrutura moderna e sofisticada. Eu tenho bom gosto, essa cidade será a princesinha do Sul do Tocantins. A saúde não pode ser a única marca de uma administração, eu fiz a minha parte, mas precisamos fazer por todas as áreas iguais.

Claudemir Brito - O senhor foi responsável por reestruturar a saúde em Alvorada. O que ainda faltou ser feito?

Roberto Sampaio - A verdade é que eu só tive autonomia total até o final de 2018. Fizemos muito como modernizar as estruturas, construir, ampliar e reformar, com equipamentos de ponta, implantar programas importantes do ministério como o Prótese Dentária e outros, eu pessoalmente cuidava de tudo. Até um papel de parede para dar ambiência nas UBS eu mesmo escolhia, a questão das brinquedotecas e a humanização das UBS, sou muito detalhista, gosto de fazer gestão. O que falta eu não vou dizer agora, por que eles vão lá e copiam, estará no nosso programa de governo, parece que lá falta gente para pensar agora. 

Claudemir Brito - Quais as suas principais sugestões para a cidade, como pré-candidato a prefeito?

Roberto Sampaio -  Como pré-candidato a prefeito já faço o compromisso de fazer um concurso público nos primeiros meses do nosso mandato, concurso para todas as áreas: superior, médio e fundamental. As pessoas querem deixar de mendigar por contrato, se humilhar, ter que ir para as redes sociais atacas pessoas para manter seus contratos. As pessoas querem estabilidade. E o prefeito não adianta prometer concurso agora, teve 04 anos para fazer e não fez, sempre correu do concurso, para fazer o que está fazendo agora, contratando cabos eleitorais que estarão na rua logo que passar as eleições. Com um concurso, nós conseguiremos bons servidores para nos ajudar a fazer uma excelente administração sem medo de serem mandado embora.

Claudemir Brito - Alvorada tem um grande problema na questão de geração de empregos. Isso é nítido e todos sabem. Caso consiga ser prefeito, quais ações você tomará para reduzir o quadro de desempregados em Alvorada?

Roberto Sampaio -
Como já citado acima o concurso público com número de vagas suficientes para atender todas as áreas. Mas firmaremos parcerias para geração de emprego e renda, penso que um polo de confecção de peças intimas, camisaria, malha e etc. Já estou com conversas bem adiantadas nesse sentido. Colocar a Secretaria de Industria e Comércio do município para atrair empresas com isenção de impostos por 10 ou 20 anos, fomentar que elas se instalem aqui, essa pasta é somente figurativa hoje no município.

Claudemir Brito - Depois das transferências, e do episódio da entrevista na rádio sobre a pandemia do coronavirus, o senhor acha que está sofrendo perseguição política?

Roberto Sampaio - A questão da perseguição é relativa, depende do ponto de vista que você analisa. Eu acho que cada vez que o prefeito se movimenta nesse sentido, ele acaba me promovendo ainda mais, mas não sou eu que irei ensinar isso a ele (risos). Claudemir nós somos a média das 05 pessoas que mais convivemos, com quem o prefeito anda hoje? Qual a credibilidade dessas pessoas? Ele não pode agir diferente.

Claudemir Brito - faça suas considerações finais

Roberto Sampaio - Primeiro quero agradecer pela oportunidade da entrevista, perguntas bem inteligentes, no início de minha gestão na saúde tive divergências com seu portal. Os ânimos políticos ainda estavam a flor da pele. Acho que com o tempo você foi me conhecendo e viu que o perfil era de um homem público que tem profundo respeito pela imprensa, seja ela impressa, blogs, portais e outros. Tenho excelente relação com todos os portais do Estado, sempre busquei essa relação, e vocês também aprenderam a me respeitar. Aproveito para dizer que em momento oportuno, depois dessa pandemia que tanto me preocupa, faremos o lançamento da nossa pré-candidatura, as pessoas precisam saber que somos candidato, elas já sabem que como gestores faremos mais e melhor, sem perseguições, nosso projeto vai unir essa cidade, chega de azulzinho para um lado e vermelhinho para outro, essa cidade é de todos nós. Agora a concentração dos nossos esforços e para sairmos dessa pandemia do coronavírus todos bem e salvos.