Goiás

Prefeito de Porangatu reduz próprio salário e o do 1º escalão por gastos em saúde

  • Publicado em 25/Mar/2020 às 17h01 ( atualizado às 17h05).



Prefeito de Porangatu, Pedro Fernandes.

Apesar de não ter nenhum caso registrado de COVID-19, o município de Porangatu estará adotando medidas para economizar recursos para o enfrentamento da pandemia.

O prefeito Pedro Fernandes anunciou a redução do próprio salário em 30%, o do vice-prefeito em 20% e o dos secretários em 15%, como medida para economizar gastos e concentrar a receita do município na área da saúde durante a situação de emergência por conta do avanço do novo coronavírus. O anuncio foi feito nas redes sociais da prefeitura.

O prefeito afirmou que vai seguir as orientações do governador Ronaldo Caiado (DEM), que já rompeu com o presidente Jair Bolsonaro, e disse que os decretos estaduais continuam valendo.

Fernandes informou também, a suspensão de novas nomeações e gratificações pelo executivo, a interrupção do abastecimento da frota, com exceção da pasta da saúde e a prorrogação do vencimento do IPTU para junho de 2020.

Eventos na cidade que envolvem custos e aglomerações foram cancelados ou adiados, como a Via Sacra e o Arraiá do Descoberto, que ocorre em junho, além de campeonatos esportivos.

Na nota publicada no aplicativo, o executivo fala em um “momento de recessão que acaba atingindo os recursos do município” e os valores economizados serão “investidos na estrutura de saúde pública”. Ainda segundo a prefeitura, as medidas podem sofrer alterações, “conforme cenário econômico”.