Política

Audio atribuido a filho de Vanuza Valadares levanta suspeita sobre negociata entre Márcio Luis e Juninho do BomSucesso

  • Publicado em 14/Jul/2020 às 23h04 ( atualizado às 23h12).

Áudios atribuídos a Heitor Valadares, filho da pré-candidata a prefeita Vanuza Valadares de que o acordo firmado com o vice-prefeito, Juninho do Bom Sucesso (PTB), seria uma negociata sinaliza como será a disputa eleitoral em Porangatu.

O filho do casal, Heitor Valadares, um dos principais articuladores da pré-campanha eleitoral da mãe, levantou suspeitas de negociata e até de corrupção eleitoral na adesão de Juninho do Bom Sucesso ao projeto de Márcio Luís ao falar sobre o assunto a um conhecido no Whatsapp.

A conversa é comprometedora e dá a entender que Vanusa Valadares também havia sido procurada pelo grupo do atual vice-prefeito para um acordo, mas que não aceitou o que lhe foi proposto.

Heitor Valadares fala em oferta de dinheiro de origem desconhecida para a campanha da mãe Vanuza em troca da cessão posterior da Secretaria de Saúde e de acordos com Organização Social (OS) de interesse do grupo.

“Amigo, eu vou lhe dizer o motivo. O motivo foi simples, puro e verdadeiro. O motivo de nós não termos aceitado o dinheiro que a gente não sabe a origem, negociar a Secretaria de Saúde, negociar acordos futuros com OS (Organização Social). É simples, o motivo foi esse. Eu tenho certeza que eles sabem disso e tanto é que nem vão retrucar isso”, diz em trecho do áudio. “Essa é a verdade, todo mundo sabe disso”, acrescenta.

Não ficou só nisso. Em outro áudio, Heitor Valadares diz que eles receberam uma proposta indecorosa. “Impressionante. Nós tivemos uma proposta totalmente indecorosa, antirrepublicana. Não tem mais espaço pra negociatas, pra OS, pra negociar a Secretaria de Saúde, não tem espaço mais para dinheiro sujo na política. Daí a gente não compactuar com esse tipo de política. Eu ouvi aí da boca da Célia, irmã do Juninho: ‘Ó, eu tenho dois grandes projetos, viu Vanuza. Um é a eleição do João Gabriel e outro é a sua eleição’. Mas, de qualquer forma, nós estamos seguindo firme, trabalhando, abraço”.

Márcio Luís respondeu
Conforme o emedebista, Márcio Luis, em sua vida política nunca fomentou inverdades contra os adversários políticos. “Não caluniei, não difamei, nem injuriei ninguém e assim vou prosseguir. Não é porque alguém eventualmente optou por outro projeto que irei tratá-lo como inimigo, fomentando inverdades, instigando futricas”, declarou Márcio Luís por meio de nota.