Tocantins

Prefeitura de Aliança ataca jornalista, nega aluguel de R$ 7 mil mês e diz que caminhonete não é carro de luxo

Portal teve acesso ao contrato e documentos que comprovam o aluguel de veículo pela prefeitura.

  • Publicado em 07/Aug/2020 às 10h27 ( atualizado às 11h57).



Veículo alugado é uma caminhonete Hilux ano 2019/2020.


Por Claudemir Brito/Da redação

Em nota confusa publicada nas redes sociais, a prefeitura de Aliança do Tocantins afirma ser mentirosa a notícia divulgada pelo site www.claudemirbrito.com.br que exista um contrato de locação de uma caminhonete Hillux ano 2019/2019 e que custa aos cofres da prefeitura mais de R$ 7 mil mês.

Ainda na nota, a prefeitura afirma que não existem duas caminhonetes e um veículo de passei à disposição do gabinete do prefeito.

Antes de publicar o gasto com aluguel do veículo, que segundo a prefeitura não é de luxo, tivemos acesso ao contrato firmado com a empresa de locação.

Veja abaixo:










Na matéria o site www.claudemirbrito.com.br não questionou a existência de irregularidades no processo licitatório, apesar da pouca transparência, mas sim, o gasto considerado exorbitante (valor do contrato é de mais R$ 70 mil) em época de pandemia, enquanto muitos gestores do estado do Tocantins fazem manobras para economizar e investir em saúde pública.

O portal teve acesso hoje, 07, a requerimento aprovado pela Câmara de Vereadores, e assinado pela vereadora Rafia  Melo pedindo todas as documentações referentes aos alugueis de veículos. O prefeito tem até 45 dias para fornecer todas as informações, que de praxe deveriam estar no Portal da Transparência. 







Veja a nota da prefeitura: