Goiás

ACIAP e Sebrae não possuem dados oficiais sobre abertura e fechamento de empresas e quantidade de desempregados em Porangatu

  • Publicado em 20/Oct/2020 às 22h03 ( atualizado às 22h57).



Prefeito de Porangatu, Pedro Fernandes afirma que várias empresas abriram as portas e geraram dezenas de empresgos em Porangatu nos últimos anos, pois acreditaram na sua gestão.  

Diante das afirmação de que o cenário da economia de Porangatu é caótica por causa do suposto fechamento de empresas e falta de postos de trabalho, o portal www.claudemirbrito.com.br entrou em contato com dirigentes da ACIAP - Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Porangatu e SEBRAE, para saber sobre a existência de dados oficiais que confirmam esse cenário apresentado, principalmente pelo candidato a prefeito e ex-presidente da ACIAP, Márcio Luis (MDB).

O presidente da ACIAP, Fernando Rocha Pessoa informou que a entidade não possui a quantidade exata de empresas que se instalaram ou fecharam em Porangatu, e a quantidade de empregos que foram gerados ou deixaram de existir. Segundo Pessoa, essa informações detalhadas o portal poderia ter acesso no SEBRAE ou na Secretaria de Industria, Comércio e Agricultura.



Sem apresentar dados oficiais sobre a economia local, ex-presidente da ACIAP, Márcio Luis (MDB) diz que diversas empresas fecharam as portas e o desemprego aumentou de "forma absurda" em Porangatu.

O portal procurou a coordenadora do Escritório Regional do Sebrae, Rubia Karla que afirmou também não ter essas informações à nível de município, e sim de região Norte. 

O secretário de Indústria, Comércio e Agricultura de Porangatu, Júlio Tófolo teria esse relatório completo, que segundo foi adiantado ao portal, traz um cenário bem diferente, do apresentado pela oposição. 

A informação foi reforçada hoje, 20, pelo prefeito Pedro Fernandes, na sabatina da ACIAP. Veja o vídeo na íntegra: 


Prefeito Pedro Fernandes rebateu que o cenário atual é de desemprego e com empresas fechadas.