Tocantins

Gurupi amplia vacinação contra a Covid para pessoas com comorbidades entre 50 e 59 anos

  • Publicado em 19/May/2021 às 13h12 ( atualizado às 13h13).

Dando continuidade à campanha de vacinação contra a Covid-19, a Prefeitura de Gurupi está ampliando o público-alvo que deve ser imunizado. Nesta quinta-feira, 20, receberão as doses da vacina Astrazeneca as pessoas com idade entre 50 e 59 anos que são portadoras de comorbidades e também as portadoras de deficiências permanentes, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC).



A imunização acontecerá na Praça do Centro de Convenções Mauro Cunha, no Centro da cidade, e também na Unidade Básica de Saúde (UBS) Sol Nascente, a partir das 08 horas, enquanto tiver doses.



O diretor de Vigilância e Proteção à Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Marcus Teixeira Marcolino, informou que a vacinação será no sistema drive thru, mas que os locais estão equipados com cadeiras, tendas e água para receber quem precisar esperar pela vacinação.



A orientação do Secretário Municipal de Saúde, Relmivam Milhomem, é para que as pessoas com comorbidade ou deficiência permanente não esqueçam de levar a documentação. “É imprescindível que as pessoas deste grupo levem os documentos que comprovem as comorbidades. É uma exigência do Ministério da Saúde que precisamos seguir, já que após a vacinação enviamos essas comprovações”, frisou o secretário.



Quem for vacinar precisa levar os documentos pessoais (RG ou CNH), cartão de vacina e também o laudo ou relatório médico comprovando a condição relatada.



Comorbidades:

Nesta fase de imunização serão vacinadas as pessoas portadoras das seguintes comorbidades: diabetes mellitus; pneumopatias crônicas graves; hipertensão arterial resistente (HAR); hipertensão arterial estágio 3; hipertensão arterial estágios 1 e 2, com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade; insuficiência cardíaca (IC); cor-pulmonale e hipertensão pulmonar; cardiopatia hipertensiva; síndromes coronarianas; valvopatias; miocardiopatias e pericardiopatias; doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas; arritmias cardíacas; cardiopatias congênita no adulto; próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; doença cerebrovascular; doença renal crônica; imunossuprimidos; hemoglobinopatias graves; obesidade mórbida; cirrose hepática.